Prevê-se que a quantidade de alimentos desperdiçados em todo o mundo aumente em um terço antes do ano 2030.

Globalmente, aproximadamente 1,6 bilhão de toneladas de alimentos – um terço de todos os alimentos produzidos, no valor de cerca de US $ 1,2 trilhão – vão para o lixo a cada ano.

A redução do desperdício de alimentos ajudará a mitigar as mudanças climáticas. Também melhorará a eficiência da produção global de alimentos e poderá ajudar a alimentar pessoas famintas. A menos que governos, produtores, distribuidores e consumidores tomem medidas urgentes, o desperdício de alimentos continuará a aumentar.

Quão grande é o problema do desperdício de comida?

Por que reduzir o desperdício de alimentos é importante?

Apesar de um terço dos alimentos produzidos ir para o lixo, as pessoas em todo o mundo não têm acesso a alimentos saudáveis adequados.

Em 2017, especialistas estimam que cerca de 821 milhões de pessoas em todo o mundo viviam com insegurança alimentar. Isso é aproximadamente uma em cada nove pessoas no planeta. Todos os anos, cerca de nove milhões de pessoas morrem de fome. Em março deste ano, a ONU advertiu que a pandemia COVID-19 poderia dobrar o número de pessoas morrendo de fome.

De acordo com os dados relatados pela OLIO – uma plataforma que visa reduzir o desperdício de alimentos, facilitando a partilha dos excedentes de produtos – a fome mundial poderia acabar com menos de um quarto do total de alimentos desperdiçados nos EUA, Reino Unido e Europa.

Aproximadamente 25% de toda a água doce é usada para cultivar alimentos que são produzidos e depois descartados.

Alimentos que acabam em aterros sanitários são uma fonte significativa de emissões de carbono via metano. Enquanto a combinação de cultivar e transportar a enorme quantidade de alimentos que permanece não consumida emite poluição equivalente a 39 milhões de veículos de passageiros.

O custo do desperdício de alimentos é econômico e ambientalmente, impactando os custos operacionais e os preços do setor agrícola, além de colocar pressão desnecessária no planeta. A FAO estima que o desperdício e a perda de alimentos são responsáveis por cerca de 8% das emissões de gases de efeito estufa.

O sistema alimentar global – e a produção de alimentos de origem animal, em particular – é um dos principais contribuintes para as mudanças climáticas. Isso significa que eliminar o desperdício de alimentos evitáveis pode ser uma forma significativa e relativamente viável de desacelerar as mudanças climáticas.

À medida que as demandas alimentares de uma população mundial em crescimento aumentam, os efeitos contínuos e previstos da mudança climática colocarão em risco ainda mais a segurança alimentar global. Então, o que nós podemos fazer sobre isso?

Como Podemos Reduzir o Desperdício de Alimentos?

A maneira mais eficaz de reduzir o desperdício de alimentos é reduzir a produção ao nível da demanda global. A indústria de alimentos atualmente produz alimentos mais do que suficientes para alimentar todos no planeta. Mas muita coisa acaba em aterros sanitários e não nas pessoas que mais precisam.

A expectativa de produtos uniformes e perfeitos, e a popularidade crescente de opções imperfeitas de frutas e vegetais, é uma das opções que está ajudando a reduzir o desperdício. Já existe em alguns países, supermercados com foco em comercializar esses alimentos esteticamente “imperfeitos” por preços acessíveis eliminando assim, o desperdício desnecessário.

Melhorar a embalagem é uma forma fundamental de empresas de fabricação e processamento reduzirem o desperdício de alimentos. Empresas como a Apeel Sciences da Califórnia estão voltadas para o desperdício de alimentos e embalagens de plástico desnecessárias – outro contribuidor significativo para os danos ambientais.

Que cenas como essas sejam parte somente de um sonho ruim.

A Apeel produz um revestimento fino, natural e solúvel em água para aplicação em frutas e vegetais frescos. O conservante comestível pode dobrar – e até quadruplicar – a vida útil de certas variedades de produtos, ao mesmo tempo que elimina a necessidade de embalagens plásticas.

Desde 2018, a Apeel evitou que mais de 2 milhões de abacates em supermercados fossem para o lixo. Isso economizou água suficiente para encher 427 piscinas olímpicas.

Quais são as 5 Etapas Principais para Reduzir o Desperdício de Alimentos?

Nos EUA e em todo o mundo, a grande maioria do desperdício de alimentos ocorre em casa. De acordo com a organização sem fins lucrativos ReFED, 43% de todos os resíduos alimentares – 27 milhões de toneladas – são descartados no lixo doméstico.

Aproximadamente dois terços do desperdício de alimentos em casa devem-se à deterioração dos alimentos por meio de armazenamento inadequado, necessidades alimentares mal avaliadas e falta de visibilidade nas geladeiras. Então, como podemos reduzir efetivamente o desperdício de alimentos em casa?

1 – Planejamento de Refeições Eficaz

O planejamento de refeições permite que você use ingredientes com validade curta e escolha dias para comer as sobras com antecedência. Isso também significa que os alimentos podem ser preparados com antecedência, tornando as refeições nutritivas e econômicas mais acessíveis, mesmo em dias movimentados.

2 – Melhor Armazenamento de Alimentos

O armazenamento eficaz faz uma diferença significativa no desperdício de alimentos domésticos. Manter o controle do que está para vencer, prazo de validade e agir antes que o produto se torne inutilizável o mantém longe do lixo. Junto com a refrigeração, congelamento, desidratação e conserva podem ser usados para estender efetivamente a vida útil de alimentos com datas curtas de validade e produtos frescos.

3 – Não Superestime

O planejamento antecipado também é útil para estimar suas necessidades alimentares durante a semana. Manter um inventário e escrever listas de compras pode ajudá-le a prever com precisão suas necessidades para a semana.

Garantir que você não compre ingredientes desnecessariamente também afeta significativamente sua conta do supermercado. No Reino Unido, os consumidores descartam até 25% de todos os resíduos alimentares evitáveis sem abrir.

4 – Organize sua Cozinha com PEPS

Primeiro a entrar, primeiro a sair, ou PEPS, pode ser usado com eficácia junto com o planejamento prévio e o armazenamento eficaz. Ao garantir que você come alimentos de curta duração ou comprados primeiro antes de ir ao supermercado, você pode novamente reduzir o desperdício de alimentos e a conta geral do supermercado.

Também é importante notar que, embora os prazos de validade sejam importantes, muitos produtos permanecem seguros muito além dessas recomendações; então use seu bom senso.

5 – Jogue Fora o Mínimo de Comida Possível

Em última análise, jogar fora o mínimo de comida possível é o objetivo. Garantir que as sobras sejam comidas, cozinhar refeições em torno do que está disponível – e do que está ficando próximo da validade – reduzirá o desperdício geral e os custos com alimentos. Se você precisar descartar alimentos, mantê-los fora dos aterros, irá reduzir seu impacto no meio ambiente. A compostagem doméstica é uma dessas alternativas. Ela reduz as emissões gerais de metano e diminui significativamente sua pegada de carbono individual.

O Lar Vegan está sempre buscando opções de transformar e incentivar nossos clientes à implementar em seus lares, ações que resultem no mundo que desejamos viver.

Considere o Veganismo. Incentive o Veganismo. Mostre através de suas ações que é possível ter uma vida saudável e equilibrada.

Compartilhe esse artigo e as postagens do Lar Vegan com todes.

Faça-nos uma visita. Entre em contato. Traga seus familiares e amigos para nos conhecer.

Dê presentes do Lar Vegan. Quem não gosta de receber um bolo de pote? Ou uma Pizza quentinha em casa?

Espalhe o Veganismo com amor e sabor por onde passar.

Juntes podemos ter um mundo com mais amor e sem desperdício.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *